Nasceu um site para falar sobre o cancro (Delas)

Já são quase 2 mil os utilizadores registados na plataforma Falar sobre o Cancro. O site foi lançado este mês e rapidamente cresceu. A ideia partiu de Nuno Martins após o seu trabalho de doutoramento sobre a comunicação nas redes sociais de pessoas afetadas pela doença e instituições que trabalham nessa área, está a ser desenvolvida por desenvolvido por uma equipa de investigadores das áreas do Design de Comunicação e da Informática, pertencentes ao Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, à Universidade do Minho, ao ID+ e ao INESC TEC.

FalarSobreoCancro.org está já a funcionar em duas vertentes: é por um lado uma rede social, onde cada utilizador deve criar um perfil, com fotografia, nome e tipo de relação que tem com a doença (se é doente, se foi, se é cuidador ou familiar de um doente de cancro). A partir desse perfil, cada um pode criar uma rede de contactos informais. O objetivo é retirar os doentes do isolamento em que se possam encontrar.

Por outro lado, o site serve também como plataforma de publicação de artigos científicos sobre os diversos tipos de cancro e, portanto, espaço de informação. Os autores do site afirmam numa das páginas que o tratamento de cada cancro deve ser individualizado, que este site não deve servir para o autodiagnóstico nem a prescrição de terapêuticas sem aconselhamento médico. Mas vários estudos científicos comprovam que o doente deve procurar informação da forma mais conveniente possível e que essa poderá ser uma das chaves para a participação mais consciente da cada doente no caminho da cura. E é o que o FalarSobreCancro.org, gerido pelo IPO do Porto, quer fazer também.

Publication date: January 26, 2016

Publication media: Delas